Catadores e COVID-19: trabalho e renda

Back to Blog

Catadores e COVID-19: trabalho e renda

Catadores e COVID-19: trabalho e renda

            A pandemia teve impacto na saúde e na economia, e os catadores de materiais recicláveis que são o elo frágil desta economia, mas sendo responsáveis por 90% da coleta de material reciclável do país, tiveram sua renda reduzir em torno de 80% , pois a fonte de renda deles vem dos materiais recicláveis gerados nos comércios, restaurantes e fábricas que devido ao novo coronavírus fecharam seus estabelecimentos.

Outro ponto a se destacar são os cuidados com saúde e higiene. No caso dos catadores de resíduos, a preocupação maior é com o inverso: evitar que o vírus seja levado das casas de pessoas contaminadas para ruas e aterros sanitários por meio do lixo.  E outro agravante que o valor do material reciclado para venda reduziu em torno de 50%

            Por isto é importante os subsídios previstos para a categoria sejam liberados. A maior dificuldade que estão tendo para conseguir o auxilio emergencial que a Caixa Econômica Federal não incluiu a profissão de catadores para o recebimento da renda básica e as cooperativas que realizam a coleta seletiva em parceria com a  Prefeitura também não tem subsidio do poder municipal

Além do impacto econômico negativo, a pandemia pode ter um efeito sanitário danoso para eles, pois a maioria dos catadores estão acima dos 60 anos de idade e muitos tem uma saúde debilitada devido a alimentação ruim e condições de moradia

Com menor revenda dos materiais, tanto catadores avulsos quanto com as cooperativas que tem contratos com prefeituras se vêem sem renda e sem auxílio.

Eles são trabalhadores reconhecidos pelo CBO e merecem respeito e dignidade, esta na hora do poder publico olhar para este povo

Share this post

Back to Blog
× Como posso te ajudar?