Dia Internacional da Mulher e os desafios na política brasileira em época de eleições

De volta para Blog

Dia Internacional da Mulher e os desafios na política brasileira em época de eleições

Dia Internacional da Mulher e os desafios na política brasileira em época de eleições

O dia 8 de março – Dia Internacional da Mulher – um marco na luta das mulheres pela afirmação de sua dignidade e contra todas as formas de violência e discriminação

Estamos em 2022, ano de eleições majoritárias e proporcionais e precisamos chamar a atenção para a importância da participação das mulheres na política. Neste dia convidamos todas e todos, para uma reflexão sobre as mulheres e o mundo da política. Muitas conquistas foram obtidas ao longo dos anos, o direito ao voto e a maior participação na sociedade. No entanto, quando se trata da representatividade na política, esse debate ainda se encontra muito distante do desejado.

De acordo com especialista, quando uma mulher é eleita as chances de que haja corrupção em seu governo são bem menores se comparadas aos homens. 

Mas infelizmente muitas mulheres ainda têm dificuldades de ocupar cargos de poder, serem eleitas ou terem voz ativa nas tomadas de decisões políticas. Embora existam cotas eleitorais, esse mecanismo pouco tem contribuído para melhorar a atuação e a chegada das mulheres aos cargos do governo. De acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), as mulheres são 52,5 % do eleitorado do País, e na eleição passada representaram 32% das inscrições para concorrer a um cargo eletivo. Apesar dos números poucas se lançam nas disputas eleitorais, o que ainda representa um desafio de toda a sociedade incentivar o protagonismo de mais mulheres na vida pública.

Ao mesmo tempo, as mulheres são líderes e agentes de mudança eficazes e poderosos para a adaptação. Elas estão envolvidas em várias iniciativas de impacto em todo o mundo, e sua participação e liderança resultam em ações mais eficazes. Sem igualdade de gênero hoje, um futuro sustentável e um futuro igualitário permanecem fora de nosso alcance. 

Então precisamos quebrar as barreiras do medo, enfrentar os desafios (internos) partidários e se inserir nos movimentos sociais e culturais das nossas comunidades são os primeiros passos para que possam surgir lideranças femininas. Por isso, é importante recordar a história dessas lutas, recordadas nessa data. O dia 8 de março se reveste de um duplo significado: tanto de celebração das conquistas, como de mobilização para firmar o que foi conquistado e definir novas metas

Dra Yula de Lima Merola: Pesquisadora de Pós Doutorado da Unifal e Especialista em Gestão e Liderança Pública

Compartilhar este post

De volta para Blog