Radiação Natural e Câncer em Poços de Caldas

De volta para Blog

Radiação Natural e Câncer em Poços de Caldas

Radiação Natural e Câncer em Poços de Caldas

Hoje 27 de novembro, Dia Nacional de Combate ao Câncer tem como foco na prevenção na perspectiva de dirimir os riscos de doenças e inclui hábitos saudáveis e fatores de risco ambientais. Sabemos que o Câncer, uma palavra que causa inquietação e medo na maioria das pessoas, principalmente quando deixa de ser somente um conceito distante e passa a fazer parte da realidade de alguém.

E como estamos aqui na nossa cidade em relação ao combate do câncer?

No Sul de Minas Gerais, Poços de Caldas é a única cidade que faz parte do Registro de Câncer Base Populacional do INCA. O tipo mais frequente entre homens na cidade ainda é o câncer de próstata, e entre as mulheres, o de mama. O segundo tipo com maior incidência em ambos os sexos é o câncer de cólon e reto, ou câncer de intestino. E sabemos que o câncer está relacionado aos nossos hábitos e fatores de riscos externos.

Poços de Caldas está situada em uma das maiores áreas de radiação natural (gás radônio) do mundo, com a existência até de uma mina de urânio, região conhecida como o Planalto de Poços de Caldas. Você já ouviu falar de Radônio? O radônio é um gás tóxico e é o segundo maior causador de câncer de pulmão. De acordo com a Organização Mundial de Saúde de 3 a 14% das mortes por câncer de pulmão estão relacionadas à exposição ao radônio. Ainda não temos estudos robusto para avaliar os efeitos ou os sintomas em curto prazo causados pela exposição ao radônio.

Desde 2013, pesquisadores do Brasil e do Mundo estudam a cidade de Poços de Caldas em relação os impactos da radiação natural na saúde pública. Sou muito grata de ser uma desta colaboradoras e fazer parte do grupo de pesquisa nacional.

Os pesquisadores evidenciam a importância de Politicas Publica na prevenção da concentração de radônio nas residências através de medições periódicas, para que possamos detectar os locais com altas concentrações, estimar melhor os riscos e tomar medidas preventivas, selagem de pisos e paredes, tratamento de água contaminada, aumento da ventilação interna e aumento na circulação do ar. Pois é dever do poder público criar mecanismos que diminuam os riscos à saúde humana.

E quais ações o Governo Municipal esta fazendo em relação as medidas preventivas? Sabendo que estamos numa área de alta concentração de radiação natural? Ás entidades responsáveis com todas estas informações disponíveis deveriam ter dado continuidade nas políticas de investigação e mapeamento dos locais quanto ao risco de exposição a esse gás. É necessário também que sejam iniciadas políticas de conscientização e educação da população sobre o que é o Radônio, seus riscos e como a população pode evitá-lo.

Yula Merola – Farmacêutica-Bioquímica e Doutora em Ciências. Empreendedora Cívica da RAPS, Lider do Movimento Acredito, RenovaBR, membro da Associação Poços Sustentável-APS, Movimento Lixo e Cidadania.

What do you want to do ?

New mail

What do you want to do ?

New mail

What do you want to do ?

New mail

What do you want to do ?

New mail

What do you want to do ?

New mail

What do you want to do ?

New mail

What do you want to do ?

New mail

What do you want to do ?

New mail

Compartilhar este post

De volta para Blog