Radares: Segurança ou truque de arrecadação?

De volta para Blog

Radares: Segurança ou truque de arrecadação?

Radares: Segurança ou truque de arrecadação?

Há 15 dias a Prefeitura de Poços de Caldas instalou mais um radar na cidade que gerou vários debates nas mídias sociais com a seguinte pergunta: A fiscalização eletrônica de velocidade é necessária ou alimenta a indústria da multa?

Os radares como sabemos está presente na maioria das cidades que são ao mesmo tempo um suporte para segurança e um incômodo para os usuários.

Para a instalação destes “pardais”, por lei, é obrigatório que as vias fiscalizadas possuam sinalização indicando a presença dos sensores de velocidade, para evitar que os motoristas sejam pegos de surpresa pelos aparelhos. E pela Resolução 211 do Denatram, estes radares precisam de estudo técnico do local antes de serem instalados.

Acredito que ninguém seja contra aos radares, pois reduz o número de acidentes, o problema é vincular fiscalização á arrecadação do município. É necessário evitar que o dinheiro das multas seja previsto em orçamento, a orientação no transito não pode ser confundida com compensação de déficit.

            Sabemos que a maior causa de acidentes é a impunidade então temos que corrigir o que está errado, mas sem deixar de utilizar uma ferramenta que é usada no mundo todo.

Fica a Reflexão!!!

Yula Merola – Farmacêutica-Bioquímica e Doutora em Ciências. Docente da Faculdade Pitágoras, Farmacêutica da Assistência Farmacêutica de Poços de Caldas-MG e Empreendedora Cívica da RAPS, aluna RenovaBR. Pré candidata do partido Cidadania.

What do you want to do ?

New mail

What do you want to do ?

New mail

What do you want to do ?

New mail

What do you want to do ?

New mail

What do you want to do ?

New mail

What do you want to do ?

New mail

What do you want to do ?

New mail

Compartilhar este post

De volta para Blog